11/08/2009

Mágico encontro!





Ela estava esperando pra pegar um táxi, assim que saiu da reunião e de repente ouviu alguém chamando por "psiu, hei moça!"
Ela olhou na direção de um carro estacionado e viu que um rapaz estava saindo do carro vindo ao seu encontro.
Ele se apresentou, jornalista do jornal ... e foi logo confirmando se ela tinha saído da tal reunião na Assembleia dos Vereadores e qual o resultado da votação, ele teria que publicar ainda hoje a matéria e só faltava essa informação.

Conversaram mais um pouco quando ele perguntou se ela gostaria de acompanhá-lo até a redação do jornal para ajudar a finalizar a matéria.
Ela nem pensou muito, disse que sim, sua intuição dizia que não havia problema algum, podia confiar nele.
Na redação a matéria foi concluída rapidamente, ele estava aliviado e quando olhou pra ela foi pra perguntar se poderia levá-la em casa, afinal, ela tinha saído do seu caminho e certamente chegaria mais tarde em casa por causa disso.
Ela resolveu aceitar, seria a oportunidade de conversar ainda mais com tão boa companhia.
Ele era uns 5 anos mais velhos do que ela, já tinha os primeiros cabelos brancos mais não tinha 35 anos ainda.
A voz era algo especial, que voz era aquela! Forte, bonita, poderia em vez de jornalista ser locutor de rádio! "Quanta besteira", ela pensou.
Talvez não tivesse 1,80 m de altura e tinha um corpo bastante esguio.
Ele vestia uma calça jeans e uma camisa preta que realça ainda mais os seus cabelos fartos e negros.
Já estavam próximos ao prédio onde ela morava. Ele estacionou e começou a agradecer pela ajuda, por ela ter sido tão compreensiva e ainda tê-lo acompanhado até a redação. Hoje em dia as pessoas são tão desconfiadas... "- Pensei que você fosse recusar", disse ele.
Quando ela foi dar um beijo de despedida, ele virou o rosto e o beijo foi na boca. Nenhum dos dois fez questão de desviar daquele beijo e então, se beijaram calmamente...
Quando ela "voltou" e abriu os olhos, ele a olhava e sorria. Ainda bem que era noite e as luzes não iluminavam como o dia, se não ele teria reparado que ela levemente corou.
Saindo do carro, quando se despediam, ele pediu o telefone dela e perguntou se poderia ligar no dia seguinte, quem sabe, pra almoçarem juntos.
Ele anotou no celular o número que ela deu e foi embora.
Ela continuou parada na calçada, tentando não tropeçar nas próprias pernas.
O beijo causou um efeito que ela nunca tinha experimentado antes...deu um longo suspiro, abriu o portão do prédio e quando cumprimentou o porteiro, tinha um leve sorriso no rosto!



A história ainda não terminou...continua no próximo post

9 comentários:

Felina disse...

a emoção do primeiro beijo, o delícia.

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Adoro, historinhas, eba! Também gostei da receita do pão, assim que der vou fazê-la. Beijos

Gisa disse...

Fiquei curiosa... Beijos

Karin Juliana - Mes chiens, ma vie! disse...

Ai, essas moças escritoras, viu??? Como eu me divirto por aqui! Ameeeeei!

Eu escrevi no Twitter... vc não viu, Claudinha???? Vou mandar uma mensagenzinha pra vc!!!!

Beijocas!

Talvez Você Tropece nisso.... disse...

aiiiiiiiiiiiiiiiii que deliciaaa....me deixou curiosaa para o resto da historiaaa...vou ficar aguardandoo...linkei p ver o final ahahaha
bjokass
se quiseres conhecer meu blog....esta conidada
bjokasss

Josiane Cristina Armani Dagort

Uma Mulher de Fases disse...

Oi Claudia, vim apenas retribuir a gentil visita, é meio tarde e amanhã o dia promete, mas prometo que volto com calma pra ler tudo!

Vou te linkar, pra poder voltar e ler tudo!
Um grande beijo!
P.S. Adoro Sagitarianos e Cariocas, ou seja, tenho dois motivos pra acompanhar!!!

Marcone França disse...

Olá,
Vim retribuir a visita. Obrigado"!
Mas sabe como é na blogosfera, você sai pra retribuir uma visita e se depara com um espaço lindo, gostoso de ler e estar, como o seu, e acaba ficando. Então... Não pode deixar de voltar.
Abraço!

Uma Mulher de Fases disse...

Oi, agoooora sim voltei e li a história, e nem preciso dizer que estou curiosíssima pra saber o que houve depois!!!
Beijos!

Única e Exclusiva disse...

Eu adorei a associação da história comigo... Impressionante como vc me conhece... E eu achando que ninguém reparava em mim... Tou bem feliz!!

Adoro encontros por acaso... Uma entrega com adrenalina ao desconhecido... Adoro esta sensação...

Conta logo o resto, rsrsrrs.
Bjos ú&e