06/09/13

Parabéns Piti! Onze meses de muitas aventuras


Hoje a Piti completa onze meses.
Tinha me conquistado antes mesmo de saber que ela era fêmea (a chamava de o preferido) e que ficaria conosco.
E a cada dia que passa, ela da um jeito de fazer algo novo (nem que seja uma bobagem mas não vou falar sobre isso agora pra não estragar a comemoração, rs!)

É carinhosa com todos mesmo dando uns tapas na Jean de vez em quando (pobre tia, como sofre!)
Ainda é muito faladeira e folgada. Tira as mais velhas do lugar pra deitar ou roubar a bolinha de papel.
O nome oficial é Piti Ramona mas só a chamamos de "Pequena".

Revendo as fotos de todos os filhotes, me surpreendi com a atitude e o olhar determinado a conquistar.
Impossível resistir!



02/09/13

Sintonia



Nossa mudança aconteceu junto com a chegada do papa, da chuva e dos dias mais frios que o Rio de Janeiro e acho que todo o Brasil, conheceu.
Na primeira noite, vencidos pelo o cansaço e pela temperatura, todos dormiram cedo e juntos.

O antigo apartamento era de tacos e o atual de tábua corrida, piso bem mais liso.

A segunda noite prometia ser parecida com a anterior: o frio continuava, apesar da chuva ter diminuído; e o esforço para organizar o conteúdo das caixas, malas e afins foi bastante exaustivo.
Apesar das gatas não terem esse trabalho, o entra e sai de pessoas desconhecidas, a bagunça organizada de caixas e objetos espalhados, com certeza foi muito desconfortável para todas as três.
Não sei se por ter uma personalidade mais assustada a Jean foi a que mais sentiu toda essa alteração na rotina.

Já era madrugada e o silêncio profundo do apartamento deixava ouvir até um pequeno barulho.
Eu não conseguia dormir direito e alternava entre cochiladas e despertar, até que de repente ouvi um barulho ensurdecedor.
Levantei assustada tentando entender o que tinha acontecido: alguma coisa pesada tinha caído, uma das gatas se machucara, ou as duas coisas juntas.
Quando cheguei na sala, as três estavam correndo uma atrás da outra.
O barulho que ouvi era principalmente das patas da Fafá, sendo mais gordinha e pouco acostumada com pisos de madeira, fazia um grande escândalo ao correr.
Não sei se estavam brincavam ou infernizando a vida da Jean, correndo, mãe e filha atrás dela.
Mas acho que não, parecia que as três se divertiam. E escolheram justamente a madrugada, onde teriam mais espaço e liberdade para agir.
Na hora minha vontade era de brigar com as elas, em vez disso resolvi  fazer um chá (elas continuavam a correr pra lá e pra cá ignorando minha presença).
Sentei no sofá e enquanto bebia meu chá pensei como era difícil para os gatos terem a rotina modificada.
Logo elas pararam de correr e cada uma das três foram chegando mais perto, se ajeitando agora mais relaxadas.
Fiquei  um pouco mais sentada com elas, fazendo cafuné na Jean e na Fafá. A Piti ainda tava muito agitada e toda vez que erguia o braço para acariciá-la, saia correndo.
Quando me levantei fui logo seguida pela Jean e na hora em que adormeci, três gatas dormiam comigo na cama.



17/07/13

Gatas na cozinha

Que as pessoas que são apaixonadas por gatos tem lá suas manias, sabemos.
Eu converso com eles, faço perguntas e tenho certeza das respostas recebidas só de olhar para o jeitinho, a carinha deles.
E como são anos e anos de convivência (ainda bem!) é natural que outras coisinhas sejam incorporadas nessa comunicação e na relação.

Enquanto a Jean era a única gatinha da casa, foram poucas as vezes em que ela se excedia (a não ser quando ainda era um bebe) quando me via cozinhar.
Sempre se comportou, simplesmente olhava todas as atividades sem se intrometer muito.
Agora que são três gatas e sendo uma delas ainda adolescente, a Jean perdeu o espaço totalmente.
Acho que as fotos explicam melhor.
A Jean está na cadeira que fui buscar especialmente pra ela. Talvez o primeiro parágrafo agora faça sentido.
Foi por pouco tempo...
A Jean foi para a área e a Fafá resolveu conferir o que ela estava fazendo lá
A dança das cadeiras...
Perto da caixa de areia tem uma ponta de rabo. Fafá ainda está por lá.
A cozinha uma bagunça e a cozinheira tirando fotos...
Troca de lugares novamente...
Jean pensando em voltar pra cadeira. Certo?
Decidir não é algo fácil...calma!
É melhor ficar por ali mesmo...
"Quem espera sempre alcança"