08/02/2011


Com a palavra ou o pensamento: Rock

"Outro dia eu estava pensando que daqui a pouco completo 1 ano de vida e mais um pouquinho, um ano que estou nessa casa.
Puxando um pouco pela memória lembro que...

Uma menina e o que depois descobri que eram os pais dela me levaram embora daquele grande parque, que me dava muito medo.
Nem sei como cheguei lá, só sei que num instante eu estava com a minha mãe e meus irmãos e em outro momento, fui deixado próximo de umas pedras muito grandes e assustadoras.
Pior ainda, quando a noite chegou eu via muito movimento por entre as folhas e árvores mas não conseguia identificar o que era.

Então no dia seguinte essa menina me levou daquele lugar horrível.
Lógico que eu também fiz muito pra chamar a atenção. Nem sei como consegui miar tanto.
Eu precisava que alguém me explicasse o que estava acontecendo, aonde estava minha mãe e meus irmãos e como eu poderia sair dali o mais rápido possível e encontrá-los.

Só sei que antes de chegar na casa da menina, me levaram para uma outra casa com várias moças de roupa branca. Todas me apertaram, fizeram cócegas na minha barriga e teve uma que me espetou com um negócio pontudo. Aquilo doeu! Dei um miado mais forte pra explicar pra ela que eu não gostei nada daquele troço.
Acho que ela entendeu, logo depois me fez carinho e me devolveu para a menina, dizendo que eu poderia ir com eles.

As moças de branco fizeram várias recomendações: que eu não poderia ficar com os outros gatos da casa, que eu ficaria assustado nos primeiros dias e que isso é normal, que teriam que me dar comida de gato filhote e algumas outras informações que não prestei atenção, afinal, toda aquela movimentação e novidade me deixaram com sono e o colo da menina tava tão quentinho que acabei dormindo.

Só me lembro de ter despertado quando já estava dentro do quarto dela, numa caixa grande que ela insistia em dizer que era minha cama.
Perto das pedras aquela caixa era tudo o que eu precisava pra ter um descanso que eu merecia. Não era o aconchego da barriga da minha mãe mas era confortável e tinha um cheirinho bom.
Só sei que resolvi fechar os olhos por uns minutos ... e dormi."

16 comentários:

Prosopopéias Cintilantes disse...

É Rock, a vida muda! E você tem muita sorte, ganhou uma família ótima, que te amo muito, desde o início!
é muito boa a vida de gatinho de família, né?
Bjs
Stela e amigos Petetecos

Prosopopéias Cintilantes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andrea Sassaki disse...

Sabe que eu me lembro??? Ahhhh Claudinha, fica com ele!!!
Fiz maior coro pra sua mamãe ficar contigo, docinho de coco!
E já faz tudo isso de tempo???
Caraca!
Oie Claudinha!!!!
Saudades de vc, mulher!
Beijocas!

Claudia disse...

Stela,
Ele com certeza movimenta essa casa é carinhoso, apronta demais, perturba a Jean e o Spike...as plantas...mas nós estamos felizes por tê-lo conosco.
Obrigada pela visita.
bjs

Andrea,
Me lembro da sua torcida.
Quando ele faz aquelas coisas de gato,como brincar, as poses, o ronronar na minha barriga, acho ele uma graça.
Mas quando apronta, falo pro marido e a filha que é o gato deles, que eu já tinha quem o adotasse. rs!
bjs

Andrea Sassaki disse...

kkkkkkkkkk....
Gatinho mais amado esse!
Claudinha, obrigada por ajudar o Polengui. Ele tá mesmo precisando.
Aparece mais??
Um beijo!

Gata Lili disse...

Cheiro grande no nariz tia!

Felina disse...

que texto lindo, ele teve mta sorte em ter achado uma família linda, doi o coração em pensar em tantos que passam por isso e não tem a mesma sorte, parabéns pro lindão e bj pra vcs.

Claudia disse...

Andrea,
Foi uma alegria poder ajudar o Polengui.
Obrigada pela oportunidade.
Estamos na torcida pra que tudo corra bem na quinta-feira
bj

Lili,
Obrigada pela visita!
bj

Felina
Nem me fale de todos os outros que não tem um lar e precisam tanto de ajuda...
O Rock é um gatinho muito especial e querido.
Obrigada pela visita
bj

Andrea Sassaki disse...

Claudinha...
Obrigada por ser esta pessoa tão iluminada!
Obrigada por ajudar o Polengui!
E obrigada por existir, amiga!
Um beijo!

Anônimo disse...

É sempre uma alegria quando mais um animalzinho é adotado por família tão carinhosa.
beijo
Felina (Dicasfelina)
dicasfelina@hotmail.com

Claudia disse...

Andrea,
Recebi o e-mail dizend que um sucesso a cirurgia, isso é que me faz ganhar o dia.
bj

Felina,
Obrigada pelo comentário e visita.
bjs

Dri Andrade disse...

ahh que lindo esse amor com os animais, pessoas assim são pessoas boas e vc é claudinha
grande beijo

Andrea Sassaki disse...

Claudinha....fiquei pensando nele desde quando acordei.
Deu certo!
Obrigada, mais uma vez!
Beijocas!

Leonor disse...

Querido, como estás grande e cada vez mais lindo! Que bom que tu e tua família humana se encontraram; nada como o destino para conseguir um final feliz! Diz para a mamãe que por aqui está tudo bem com toooodos, só o tempo está cada vez mais curto. Não esqueço de vocês, viu? Eu ainda volto... Beijos mil

Gisa disse...

Essa Leonor aí em cima sou eu. Estava escritório e não reparei que estava logado no email da minha sócia... kkk Beijos mil

Regina disse...

Gostei muito de ler... lembro de muitas historias em que peguei gatinhos abandonados tb...adorei a sensibilidade!
P.S. Obrigada por visitar meu blog!
Será bem vinda quando quiser vir à Curitiba!