08/03/2013

Como não amar tão sábia companhia?


















A vida moderna é uma correria.
Estamos em atividade constantemente.
É o trabalho, as tarefas de casa, a academia, encontrar com amigos e familiares, o tempo que passamos navegando na internet... enfim, só paramos mesmo quando vamos dormir.
Sabemos que isso não é bom para nossa saúde, seja física ou mental.
É preciso dar um tempo, relaxar...
E os sábios felinos sabem muito bem disso.


Queria contar que num desses dias, acordei cedo, malhei, voltei pra casa,  tomei banho e já estava lendo o jornal sentada na cama, quando a Jean ficou parada olhando pra mim.
Logo depois, me escalou e começou a ronronar.
Continuei a ler o jornal e a fazer carinho nela mas ela não aceitou e amassou o jornal com a patas e me escalou mais um pouco.
Olhei para aqueles lindos olhos azuis que me diziam "Faça por inteiro"
Joguei o jornal para o lado, me concentrei no carinho que estava fazendo e me senti muito feliz.
Ainda pensei na minha maluquice humana, onde estava o celular para poder retratar aquele momento mas ela levantou um pata e delicadamente encostou no meu rosto para que eu não perdesse o foco.
Ficamos ali, ela e eu, na maior sintonia.
Quando já estávamos bem relaxadas, ( afinal o que fizemos foi quase meditação, certo?) ela simplesmente se afastou.
Ai eu pergunto, como não amar tão sábia companhia?

6 comentários:

Milene disse...

Nossa, incrível, Claudia. Conexão total. É magia pura. As vezes Mina senta na frente do monitor e fica olhando fixamente pra mim. Já aconteceu com o Ricardo e com a Marina e cutuca nossa mão com a cabeça, sempre olhando nos olhos. É pra nos dar uma sacudida mesmo, pra nos fazer acordar. Do tipo "ei, chega, dá um tempo, eu tô aqui, sou mais importante que tudo, te amo!!".
A única coisa a fazer é largar tudo e aprender com ela.

Beijocas pra ti e muitos amassos e carinhos na querida Jean.

eva disse...

acho tão gostoso quando eles vem ronronando e colocam a patinha no nosso rosto, um gesto de carinho, uma ligação tão importante. É um amor puro e belo.
Devemos mesmo aprender a fazer as coisas por inteiro, parar e relaxar, dar atenção a quem nos ama.
beijos

Cris disse...

Quase meditação não, é pura meditação! Nós humanos vivemos pela metade, vivemos a mil em partes sem vivermos uma coisa totalmente. Gatos são Zen por natureza, muito sábios realmente! Parabéns pelo blogue!

Karina disse...

Gatos realmente sabem aproveitar a vida. Eles conseguem desfrutar cada momento de forma plena, coisa que nós humanos não fazemos na maior parte do tempo. Temos muito o que aprender com esses amados.
Beijos

Blog da Pink disse...

Os gatos são todos iguais, só mudam de endereço! A Pink faz exatamente a mesma coisa mas ela não tem muita delicadeza, simplesmente enfia a cara nas minhas mãos, no monitor, não me permite fazer mais nada além de carinhos nela! Se eu sentar na minha cama ela vem de longe miando desesperada pra se esfregar em mim e depois de alguns minutos deita ao meu lado relaxada e feliz. A Jean tem carinha de gatinha dengosa e carinhosa, não tem como não amar essa gatinha linda!
Beijos
Laís

Aline Senra disse...

Eles realmente se comunicam conosco de uma forma tão doce e sutil!
Adoro quando insistem em pontuar que querem nossa atenção mesmo, e não superficialmente.
A Chloe deita no teclado, ou deita no colo e também leva a patinha no meu rosto, ou dá um miadinho do tipo "Au", mais parecido com um cachorro.
Realmente, só amando muito essas nossas companhias felinas!
bjos