11/03/2012

Desejo



Um obituário veiculado pelo jornal nessa semana me chamou a atenção.
(pois é, sempre leio os anúncios fúnebres. Meu pai tinha essa mania que acabei adquirindo. Mais alguém?)
Dizia assim "Fulano... acreditava na imortalidade da alma. Desejou que, na sua passagem, não deixássemos a tristeza invadir os nossos corações". Abaixo trazia um texto de título "Vida" escrito por um amigo do falecido.

Crenças a parte, sou a favor de fazermos o mesmo pedido aos nossos entes queridos.
Ajudá-los a lembrar de nós com alegria e não com pesar.
Se nós vivemos da melhor forma possível, se verbalizamos e demonstramos nosso amor àqueles que nos são caros;
Se tivemos a oportunidade de presenciar não sei quantas vezes o por do sol, o amanhecer, uma criança sorrindo, gatos brincando e dormindo, casais namorando, as ondas do mar, a calmaria do mar...
Sentir o vento no rosto, a alegria de estar com amigos, a paixão, o amor...
Se não agimos assim até então, ou menos do que gostaríamos, ainda da tempo de enxergar a importância desses pequenos detalhes cotidianos que fazem nossa vida mais iluminada.
E se agradecemos e valorizamos cada um desses momentos, podemos pedir aos nossos parentes e amigos que não fiquem tristes na nossa partida.
Que seja só saudade.
Com um leve sorriso nos lábios.



5 comentários:

Blog da Rutha disse...

O obituário mais bonito que eu já li foi o do meu pai, ele era jornalista e um amigo escreveu de forma bem poética tudo que ele fez pelos filhos e netos, tenho guardado o jornal e sempre volto a ler e me emociono de felicidade. Meu pai viveu 84 anos e deixou muitas saudades. Eu espero partir deixando boas lembranças à minha família e amigos.
Beijos
Laís

Repositório disse...

Muito sensível. Muito bonito.

Karina disse...

Acho que falta pro ser humano dar mais valor a pequenos momentos do dia-a-dia. A gente se preocupa tanto com as coisas que quer que acaba deixande de ver as coisas que já temos e que podem sim nos fazer muito felizes.
beijos

eva disse...

Lindo texto. Devemos sempre lembrar as pequenas alegrias diárias que muitas vezes as pessoas esquecem de valorizar.
Tenha uma boa semana.
Beijos

Milene disse...

Lindo mesmo. Viver bem é precioso e quando chega a hora de partir, que sejam boas lembranças o que vamos deixar.