05/03/2010

Mulheres e animais



Constatei o óbvio: mulheres gostam mais de animais que homens!
Pelos menos os domésticos.
Ou quem sabe nós demonstramos mais, fazendo questão da sua presença. Seja por adotá-los, por ficarmos indignadas com o descaso como são tratados em nosso pais e em outros lugares no mundo e por muitas atitudes para tentar diminuir essas estatísticas, através de Ongs, associações e outras entidades.

Será que esse elo se dá somente porque a mulher é mais emoção, do que razão?
Mas nos dias de hoje, tivemos que aprender a lidar com nosso lado racional e nem por isso perdemos a ternura, certo?
Será que entendemos melhor a natureza e tudo que está contido nela?
Será que o fato de podermos gerar um outro ser, nos habilita a olhar para os indefesos de maneira protetora?

Talvez no caso dos homens, a herança deixada não permitia esse tipo de sentimento.
Homem pode gostar de animal, desde que seja de grande porte,  poderoso e forte.
Pensando bem, triste herança!
Fiquem atentas mães de meninos (se bem que hoje em dia maltratar animal não é legal!), está em suas mãos mudar esse conceito.

Nunca vi e duvido que alguém tenha visto um grupo de meninas, infernizando a vida dos gatos de rua.
Até hoje me lembro quando uns meninos que moravam perto da minha casa, queimaram vivos filhotes de rato e me chamaram pra ver! Fiquei horrorizada ...e eles rindo da minha cara!

Será que gostamos de animais porque também somos carentes?
Será mais fácil manter afeto com um ser que não tem o dom da palavra? Mas quem tem um gato ou um cachorro, sabe que eles se comunicam e muito bem!
Que fazem pirraça, que tem vontade própria, que as vezes é difícil convencê-los a não fazer determinada coisa.
Diga para um gato que ele não pode subir na cama. Perda de tempo, afinal a casa é dele e é ele que decide o que pode ou não fazer.
Explique para o seu cachorro que ele não pode comer o chinelo e nem fazer xixi em uma peça de roupa quando você sai e não o leva junto!
E mesmo assim, quem tem um gato ou cachorro, sempre acha que pode ter mais um ou pelo menos ajudar a mais um a sair das ruas e ter uma vida decente, certo, Nice, Stela, Gisa, Andrea, Felina, Ana, Claudia, Luzinha, Renata, Nana, Silvia ...e muitas outras que eu ainda não conheço mas sei que existem.
Então qual seria a explicação?

8 comentários:

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Ai Claudia, fica até dificil explicar o porque de amar tanto esses anjos, acho que o amor é inerente a mulher, a gente ama simplesmente sem precisar de uma razão. E se esse amar esbarrar em um motivo tão forte quanto ver um ser abandonado seja humano ou animal, então não se vê limites e se move montanhas para ajudar, para dar amparo. No fundo Deus fez a mulher para corrigir a imperfeição (incapacidade) do homem. Beijos, fique com Deus.

Olavo disse...

È..concordo..tambem nao é de meu gosto não..mas minhas ex sempre tiveram..nunca liguei.
Beijos bom final de semana

bruxamarytsha disse...

Realmente, amo os animais, e aqui em casa até os homens tb, rsrsrsrs, meus filhos e meu marido(Deus o tenha em bom lugar) sempre tivemos bichos, cães, gatos, pássaros, e o papagaio, ale´m dos que pousam por aqui, beijocas

Andrea Sassaki disse...

Oi amore! Olha, eu amo de paixão, qq animal. Não é carência, não é doença....é amor mesmo! Nâo posso ver um bichinho na rua, que eu quero confortá-lo, alimentá-lo, fazê-lo ter uma vidinha melhor!
Sou assim e ponto final!
Um beijo e ótima semana!

Anônimo disse...

Você tem toda razão, somos muito mais sensíveis e amamos com muito mais facilidade.
Adoro animais!!!
beijo
Vivian

Luzinha disse...

hehe... é verdade! falo por experiência própria... kkkk!

guria, que bom te "ver" lá no Black! pois eu tive o mesmo problema durante 5 anos! e a Meg também é uma pluma. pesa quase nada e é bem pequena.

eu não queria castrar a Meg de jeito nenhum. mandei o Sammy e o Jimmy, mas a Meg não. mas, aí, tem vezes que ela "incomoda". daí chateia a gente, chateia as visitas. mia, mia, mia... depois tem a questão da saúde dela, porque a castração ajuda a evitar problemas de tumores, e tal, né? e, também - e principalmente - prá ver se o Jimmy se acalma, porque o gato não tem sossego, guria! apesar de castrado, não fica quieto de jeito nenhum! então foi. mas a Meg, apesar de quietinha, é uma danada! e foi por acaso que pegamos ela ontem puxando os pontos! uma sem noção, mesmo! hehee... daí, seguinte, tu pegas uma meia calça velha, corta do "comprimento" da Jean e depois é só fazer um "pic" para as patinhas. a meia não machuca, não aperta, e ela não tem como "desvestir", nem se morder, nada! me ocorreu que aí pode ser que ela passe um pouquinho de calor, mas a Lu disse que 3 dias é suficiente - eu acho que vou deixar mais... hehee... ah! e não precisa tirar a meia prá passar o remédio, tá? como a meia é fininha, e o remédio é spray, dá súper certo! o nome do remédio é Rifamicina. compra na farmácia, porque é usado em gente também. a farmacêutica disse prá Nah que é um excelente cicatrizante. aqui a Lu me mandou usar 3x ao dia, durante 3 dias. mas aí tu perguntas prá tua vet o que ela acha. que bom que te ajudei com isso! fiquei contente! tudo de bom prá ti, boa sorte com a Jean e um beijo prá ti, Spike e Alemão.

Claudia disse...

Luzinha,

Mil obrigadas!
Nossa, achei o máximo ir te visitar e o post falar justamente de algo que tava me incomodando tanto.
Vou ver como a minha branquinha se comporta depois na cirurgia mas só de ter esses "recursos" já me deixam bem mais tranquila.

Fernanda e Pink disse...

Eu não sei esta estatística mas digo que amo amo amo os animais domésticos... muito!
Beijos